Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Petróleo fecha em queda, após Arábia Saudita minimizar danos de ataque

Depois da alta de quase 15% na segunda-feira (16) , o preço do petróleo recuou na terça (17). Os contratos do Brent para novembro caíram 6,47%, na ICE, em Londres, a US$ 64,55 o barril. Na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex), os futuros do WTI para outubro caíram 5,65%, a US$ 59,34 o barril.

O preço do petróleo recuou durante todo o dia e teve a queda acentuada, depois que o governo da Arábia Saudita sinalizou que a produção afetada pelo ataque de sábado (14), a instalações da petroleira Saudi Aramco, poderia ser retomada rapidamente . Mais tarde, em entrevista coletiva, o ministro da Energia saudita, Abdulaziz bin Salman, confirmou a informação. Ele disse que 50% da produção afetada, de 5,7 milhões de barris por dia, já foi restaurada e prometeu retomar o nível total até o fim deste mês.

Com capacidade total de 11 milhões de barris por dia a ser restaurada até o fim de setembro, “haverá uma interrupção mínima no fornecimento global”, escreveu, em nota, a economista chefe de commodities da Capital Economics, Caroline Bain. “Dito isso, ainda restam algumas questões importantes a serem respondidas sobre os ataques, o que pode significar que teremos que considerar um prêmio de risco permanentemente mais alto em nossas previsões de preços”, acrescentou.

 

Fonte: Valor Online

Notícias relacionadas