Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha sem direção única com sinalização de mais cortes pela Opep

Os preços do petróleo fecharam sem direção única nesta quinta-feira (05), devolvendo os ganhos vistos mais cedo, apesar das indicações dadas pela Opep de que o grupo e seus aliados ampliarão os cortes de produção.

A expectativa é que os 14 membros do cartel e os aliados liderados pela Rússia ao menos mantenham os cortes de produção em seu nível atual de 1,2 milhão de barris por dia até junho de 2020.

Apesar das expectativas positivas, o contrato do petróleo WTI para janeiro fechou estável a US$ 58,43 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex), enquanto o Brent para fevereiro encerrou em alta de 0,61%, a US$ 63,39 por barril, na ICE, em Londres.

Mais cedo, o Brent chegou a operar em alta superior a 1%, mas devolveu os ganhos durante a tarde desta quinta, com alguns analistas apontando que, após três dias de ganhos, os preços podem precisar de uma catalisador mais claro para subir ainda mais.

Apesar da expectativa, ainda há incertezas sobre as perspectivas para o petróleo, já que declarações recentes da Rússia mostraram que o Kremlin não está tão entusiasmado em tomar uma decisão sobre os cortes agora.

Por outro lado, a Arábia Saudita tem interesse em um corte maior para elevar os preços da commodity antes do IPO de sua estatal do setor, a Saudi Aramco.

“Dado que o programa de IPO da petroleira está em andamento, com a iminente determinação do preço das ações, eles perceberam que não estão na posição mais forte, mas a história também nos ensinou que eles [sauditas] não evitam abordagens mais drásticas”, observa a JBC Energy, em relatório.

Fonte: Valor Online

Related Posts