Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Produção de óleo, líquidos de gás e gás natural da Petrobras cai 5% no 1º trimestre

A produção média de óleo e líquidos de gás natural (LGN) da Petrobras no Brasil no primeiro trimestre de 2021 foi de 2,196 milhões de barris por dia (barris/dia), queda de 5,3% em relação a igual período no ano passado. Já a produção nacional de gás natural foi em média de 523 milhões de barris de óleo equivalentes por dia (boe/dia), diminuição de 2,4% na comparação anual. Somadas, as produções nacionais de óleo, LGN e gás natural da estatal caíram 4,8%.

Em relação ao quarto trimestre de 2020, houve aumento de 2,9% na produção de óleo e LGN e crescimento de 4,2% nos volumes de gás natural.

Os dados foram divulgados no relatório de produção e vendas da companhia, publicado na tarde desta terça-feira (27). Segundo a Petrobras, a queda nos volumes produzidos é reflexo da venda de ativos realizada ao longo dos últimos meses, além do declínio natural da produção, que ficou em 11%, em média, nos projetos que já passaram do pico de produção e entraram na fase de declínio.

Os campos em terra e águas rasas da estatal, principal alvo dos desinvestimentos, produziram no primeiro trimestre do ano 30,6% a menos do que em igual período em 2020.

Em paralelo, o ramp-up da plataforma P-70, no campo de Atapu, na Bacia de Santos, e a normalização da produção nas unidades que tiveram paradas programadas para manutenção no trimestre anterior contribuíram para o aumento do peso do pré-sal na produção da Petrobras. Entre janeiro e março de 2021, os campos do pré-sal foram responsáveis por 69%

da produção total da companhia, contra 63% no primeiro trimestre de 2020.

Ao todo, a produção da Petrobras no Brasil e no exterior de óleo, LGN e gás natural somou 2,45 milhões de boe/dia, queda de 6% na comparação anual.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts