Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Silva e Luna: “Nem todo reajuste na bomba tem a ver com a Petrobras”

O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, criticou a criação de imposto sobre exportação de petróleo cru, como forma de capitalizar um fundo de equalização de preços dos combustíveis. Essa proposta vem sendo debatida no Senado após a alta dos preços de combustíveis.

“Eventual taxa para a exportação de óleo pode trazer prejuízos para o mercado”, afirmou Silva e Luna, que participou de audiência pública na CAE do Senado. O presidente da Petrobras sublinhou que preços artificiais fragilizam o mercado.

Ele destacou ainda que a criação de um fundo de equalização de preços é “uma decisão de política pública”. “Os dividendos da Petrobras podem contribuir muito”, frisou ainda.

Sobre o aumento dos combustíveis, Silva e Luna afirmou que “nem todo os reajustes que aparecem na bomba têm a ver com a Petrobras”. Ele frisou que a empresa acompanha os preços do mercado. “Petrobras não é a única operadora do mercado”, disse.

“Petrobras responde por apenas uma fração do preço dos combustíveis”, disse Silva. Em 2021, citando dados da ANP, foram 11 aumentos realizados pela Petrobras e 34 feitos na bomba. “Esses aumentos não correspondem à Petrobras”, disse. “Preços artificiais fragilizam o mercado”, destacou ainda.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts