Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Copergás fornece gás natural para abastecimento do polo hospitalar de Pernambuco

O uso do gás natural (GN) em setores importantes, como o hospitalar, hoteleiro e empresarial, é uma realidade em Pernambuco. A Copergás, tem cerca de 1,3 mil clientes comerciais. Uma das vantagens é a oferta de um sistema em redundância. Na prática, é como se o hospital tivesse duas entradas de gás natural, garantindo o abastecimento caso uma delas venha a apresentar alguma falha, trazendo segurança e confiança. Outro ponto relevante é a aplicabilidade em diversos processos, que vão além do uso na cozinha, chegando a áreas como lavanderias, aquecimento de água, fornecimento de energia para ar-condicionado e geradores, por exemplo.

No setor hospitalar, por exemplo, são 19 clínicas e hospitais atendidos diretamente pela rede da Copergás, que consomem cerca de 110 mil metros cúbicos por mês. O abastecimento com gás natural em hospitais permite que o funcionamento da unidade não seja interrompido, caso haja uma parada no fornecimento tradicional de energia.

“Em um setor tão importante como o da saúde, ter essa garantia do atendimento sem interrupção é um fator determinando para a segurança de procedimentos internos da unidade. O gás natural pode ser utilizado em diversos setores de um hospital, levando comodidade e segurança aos pacientes e gestores”, pontua o diretor-presidente da Copergás, Felipe Valença.

Blog do Alberes Xavier – A política em foco (PE) – 03/07/24

Copergás fornece gás natural para abastecimento do polo hospitalar de Pernambuco (Hospital Português)

A unidade pioneira no Recife a receber o gás natural canalizado foi o Hospital Português, no bairro do Paissandu, na área central da capital. Cliente desde 2009, o hospital usa o gás natural para a cozinha, aquecimento da água e lavanderia. Para o superintendente de operações do Hospital Português, Carlos Castanheira, vantagem do gás natural para o gás liquefeito de petróleo (GLP), conhecido como “gás de cozinha”, é a garantia do fornecimento, que não sofre interrupção, como por exemplo, em casos como a greve nacional dos caminhoneiros, ocorrida em 2018.

“É muito importante para um empreendimento como um hospital, que não pode ter as operações interrompidas, ter a redundância no fornecimento. Temos entradas diferentes, ambas abastecidas pela Copergás, e isso facilita a entrega”, explica Carlos Castanheira. O Hospital Português tem mais de 800 leitos e mais de seis mil colaboradores.

Outro cliente do setor é Unimed Recife, que utiliza o gás natural nas suas unidades hospitalares. O gás natural é usado para a cozinha, climatização e lavanderia. Para se ter uma ideia da facilidade que o gás natural encanado oferece no espaço, por mês são preparadas 146 mil refeições. De acordo com o gerente corporativo de manutenção do Hospital da Unimed Recife, Gustavo Maciel, seriam necessários de 600 a 700 botijões tradicionais de gás para atender à demanda. “Além dessa comodidade, praticidade e eficiência, há ainda a redução de custos, que agrega muito na nossa operação”, afirma.

O Hospital da Unimed Recife também conta com um sistema de redundância no abastecimento do gás natural encanado. “Hoje a malha da Copergás nos dá essa segurança para, caso haja algum problema em uma das linhas, a segunda garante o abastecimento sem a interrupção do funcionamento do hospital”, acrescenta Gustavo Maciel.

Fonte: Blog do Alberes Xavier – A política em foco (PE)

Related Posts