Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

SUL: GNV é mais competitivo em Santa Catarina e Rio Grande do Sul

De acordo com estudo da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), em Santa Catarina, a economia do GNV é de 49% frente à gasolina e 61% frente ao etanol. Para rodar um quilômetro, o desembolso é de R$ 0,17 com GNV, R$ 0,33 com gasolina e R$ 0,43 com etanol. A economia mensal pode girar entre R$ 405 (ante gasolina) R$ 659 (ante etanol) para uma quilometragem de R$ 2.500 km/mês. Os cálculos têm como referência números apurados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na quarta semana do mês de abril.

No Rio Grande do Sul, o GNV representa uma economia que vai de 45% (frente à gasolina) e 58% (frente ao etanol). O quilômetro rodado custa R$ 0,20 (GNV), R$ 0,37 (gasolina) e R$ 0,49 (etanol). Quem roda 2.500 km/mês com GNV consegue poupar R$ 410 (comparado à gasolina) e R$ 709 (ao etanol).

No Paraná, a economia com GNV varia de 45% (ante a gasolina) a 48% (ante o etanol). O quilômetro rodado custa R$ 0,19 (com GNV), R$ 0,34 (gasolina) e R$ 0,36 (com etanol). O desembolso mensal, usando GNV, cai para R$ 387 (frente à gasolina) e R$ 441 (frente ao etanol) para quem roda 2.500 km/mês.

Para realizar a análise, a Abegás utiliza como referência o veículo Fiat Siena, que já contempla em seu manual de fábrica o consumo com os três combustíveis e percorre 13,2 km por metro cúbico de GNV, 10,7 km com gasolina e 7,5 km com o etanol.

Fonte: Comunicação ABEGÁS

Related Posts