Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Brasil pode retirar gás da Bolívia até 2023

YPFB diz que, se Petrobras continuar retirando 24 milhões de m³/dia, extensão de retiradas de volumes já pagos ganha ampliação de até dois anos

O governo boliviano diz que o Brasil terá até 2023 para retirar os volumes de gás natural já pagos e ainda não retirados, antes previstos para serem retirados até 2021, conforme explicou o presidente da estatal YPFB, Óscar Barriga. Ainda não há uma definição quanto aos termos da renovação do contrato de importação entre a Petrobras e a Bolívia.

Até o momento, o conhecimento do setor dava conta de que o Brasil poderia retirar os volumes já pagos até 2021. Com essa extensão, o país ganha um tempo adicional para negociar o novo contrato de importação, de acordo com matéria do jornal boliviano La Razón.

Pelo acordo firmado ainda nos anos 90, o Brasil se propôs a comprar um volume mínimo de 24 milhões de m³/dia de gás e um máximo de 30 milhões de m³/dia. Barriga informou que essa extensão para 2023 se manterá caso a Petrobras continue retirando o mínimo estabelecido, como tem ocorrido nos últimos meses.

O primeiro dos quatros contratos de importação – o maior deles, de 18 milhões de m³/dia – vence neste ano. Os demais vencem nos anos subsequentes. Enquanto a situação não se define, os bolivianos vão negociando vendas em paralelo com outros agentes brasileiros.

 

Fonte: Brasil Energia

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta