Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Algás: Geração de energia a gás natural oferece economia de 66% e estabilidade no fornecimento

Em Alagoas, sete grandes estabelecimentos comerciais e industriais já aderiram à alternativa para garantir geração contínua de energia através do gás natural. Segundo a distribuidora do combustível no estado, a Algás, a medida adotada garante, além da economia de até 66% no horário de ponta, mais segurança e comodidade, já que o gás é fornecido por meio de tubulação direto para o ponto de consumo.

Para o gerente comercial da Companhia, Fabio Sousa, o uso do gás natural tem se apresentado como a solução mais viável para as atividades de estabelecimentos comerciais e industriais por também ser capaz de diversificar a matriz energética desses grandes empreendimentos.

 “Além disso, o gerador a gás natural tem as vantagens da gestão da própria geração de energia sem os inconvenientes dos modelos convencionais. Uma delas é o seu fornecimento contínuo, já que não há necessidade de trocar estoque, o que elimina os custos de logística e as áreas de risco e diminui impactos socioambientais”, declara Fabio.

O Hospital do Coração, localizado no bairro Gruta de Lourdes, em Maceió, foi um dos empreendimentos que aderiram à inovação. O estabelecimento, referência no estado no cuidado com a saúde do coração, conta com um potente gerador de 400 kVA que funciona a gás natural.

A unidade Sesc Poço e o supermercado Palato Farol são outros exemplos disso. Segundo dados da Algás, o gerador desses locais pode oferecer, em média, uma economia de 66% quando comparado ao óleo diesel no horário de ponta, que em Alagoas vai das 17h30 às 20h30. Esse levantamento é baseado no valor do kWh do gás natural, que custa em média R$ 0,60, enquanto o custo do diesel, no horário de ponta, chega a R$ 1,80.

Além da segurança e redução de custo operacional, quem usa o gás natural para geração de energia é parceiro do meio ambiente. “O uso do combustível contribui para a redução da emissão de gases poluentes na atmosfera, uma vez que a emissão de dióxido de enxofre e resíduos durante seu processo de combustão é menor”, finaliza o gerente da Algás.

 

Fonte: Algás / Comunicação

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.