Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Com menor geração de energia, consumo de gás natural cai 7,87% em janeiro

O consumo de gás natural no País totalizou 55,99 milhões de metros cúbicos diários em janeiro, o que corresponde a uma queda de 7,87% em relação a janeiro de 2018, em função do recuo do despacho térmico. Na comparação com dezembro, o consumo do energético cresceu 13,38%. Os números fazem parte de levantamento estatístico da Abegás feito com concessionárias em 18 Estados.

Diante da perspectiva de melhor situação hídrica do País no início do ano, o volume de gás direcionado à geração de energia caiu 25,89% ante o primeiro mês do ano passado, somando 16,146 milhões de metros cúbicos/dia. Frente a dezembro, a alta foi de 48,22%. O volume direcionado à cogeração também diminuiu, 15,05% em um ano, para 2,463 milhões de metros cúbicos/dia.

Apesar da queda do volume consolidado, os volumes consumidos pela indústria animaram o setor. A classe industrial apresentou crescimento de 3,12% na demanda, para 28,02 milhões de metros cúbicos diários, 7,46% acima do anotado em dezembro.

“Ao longo do último ano, o consumo de gás natural indica uma retomada gradual e consistente da indústria, em patamares acima do crescimento do PIB, disse o presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon, que defendeu medidas de curto e médio prazo que favoreçam o maior desenvolvimento da cadeia de gás natural.

A entidade também destacou o crescimento de 9% no consumo comercial, na comparação com janeiro de 2018, como outro “sinal concreto da melhora da economia do País”, embora na comparação com dezembro, houve retração de 2,4% frente a dezembro, fruto da sazonalidade do período de férias.

Já o segmento residencial demandou 13,85% menos ante a janeiro do ano passado e queda de 29,42% em relação a dezembro. A Abegás apontou que a retração reflete a elevação nas temperaturas, que leva a um menor uso de gás nos chuveiros, e à sazonalidade do período de férias.

O consumo de gás natural veicular (GNV), por sua vez, apresentou um crescimento de 12,3% na comparação com janeiro de 2018. Em relação ao mês de dezembro, o segmento foi influenciado pela sazonalidade do período de férias em todo País e apresentou retração de 7,9%, disse a Abegás.

A entidade também salientou o número de clientes de gás natural no País, que ultrapassou 3,5 milhões de clientes, incluindo indústrias, comércios e residências e outros pontos de consumo.

Fonte: IstoÉ Dinheiro / Estadão Conteúdo

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.