Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Petróleo fecha em alta, mas acumula mais de 20% em perdas na semana

Os contratos futuros de petróleo fecharam a sexta-feira (13), em alta, num movimento de realização de lucro após o tombo do dia anterior provocado pela suspensão de voos entre Europa e Estados Unidos em meio à pandemia de coronavírus. A queda semanal, no entanto, se ultrapassa os recuos pronunciados no final de 2014 e 2015, apontam analistas.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para abril fechou em alta de 0,73%, a US$ 31,73 o barril. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o petróleo Brent para maio avançou 1,90%, a US$ 33,85 o barril. Na comparação semanal, no entanto o WTI caiu 23,13%, e o Brent recuou 25,22%.

A queda nos preços fez com que as curvas de avanço do petróleo bruto passassem para “contango”, quando preço corrente de um contrato está acima do preço esperado do ativo no futuro.

“Contango mais alto reflete em parte os custos mais altos de armazenamento devido ao aumento da demanda por tanques”, explica o ING em relatório enviado a clientes.

Analistas dizem que a tendência é que os preços da commodity caiam ainda mais.

“Um excesso de oferta no mercado de petróleo está se aproximando nas próximas semanas. Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Rússia já anunciaram um aumento significativo na produção. É provável que outros países sigam o exemplo”, afirma o analista Carsten Fritsch do Commerzbank.

Fonte: IstoÉ Dinheiro / Estadão Conteúdo

Related Posts