Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Preparação para o mercado aberto

Segundo a reportagem do Valor Setorial, nem a pandemia de covid-19 arrefeceu o interesse da indústria pelas medidas do Novo Mercado de Gás. Um dos exemplos citados pela reportagem é a criação, em março, da Compass Gas & Energy pela Cosan. “A produção de gás natural no Brasil deve dobrar nos próximos dez anos, sobretudo em razão das reservas do pré-sal”, diz o CEO da holding Compass Gas & Energy e da Comgás, Nelson Gomes.

O  modelo da Compass está focado na conexão entre a oferta e a demanda do gás natural, ppr meio do acesso diversificado à molécula e base ampla de clientes, afirma Gomes. “Para isso, estamos posicionados com dois ativos relevantes, a Comgás, distribuidora que conta com mais de dois milhões de clientes, e a Compass Comercializadora”. Gomes acha fundamental o cumprimento de algumas cláusula do TCC firmado entre o Cade e a Petrobras, sobretudo quanto à liberação do acesso a UPGNs e gasodutos de transporte. “ Sem isso, será difícil tornar real o consumidor livre de gás”.

De acordo com o diretor de estratégia e mercado da Abegás, Marcelo Mendonça, com a pandemia de covid-19, a agenda de abertura do mercado de gás natural será retardada, já que todos os agentes públicos e privados terão que reformular planos estratégicos. “Fica muito difícil projetar o futuro em um momento de incertezas como o que estamos vivendo. O que podemos dizer é que, em um cenário de retomada do crescimento, o Brasil precisa ampliar sua infraestrutura de transporte de gás natural”.

 

Fonte: Valor Setorial Energia

Notícias relacionadas