Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Sulgás projeta construção de 75 quilômetros de redes neste ano

Mesmo em meio à pandemia, a Sulgás manteve o plano de negócios referente à sua malha de distribuição com a realização, entre janeiro e julho, de obras em 12 cidades do Estado, somando mais de R$ 18,6 milhões investidos na construção de aproximadamente 40 quilômetros em gasodutos. A previsão é que, de agosto a dezembro, sejam aportados mais R$ 13,8 milhões na implantação de outros 35,1 quilômetros de rede canalizada, fazendo com que a malha dutoviária da distribuidora de gás natural alcance 1.285 quilômetros de extensão.

Atualmente, a companhia está presente em 42 municípios do Rio Grande do Sul, cujo atendimento é realizado por rede canalizada ou através de Gás Natural Comprimido (GNC) – transportado por cilindros. O diretor-presidente da estatal, Carlos Camargo de Colón, informa que as cidades que tiveram obras da distribuidora nesse ano foram Cachoeirinha, Canoas, Caxias do Sul, Esteio, Farroupilha, Gravataí, Guaíba, Novo Hamburgo, Porto Alegre, São Leopoldo, Sapiranga e Três Coroas. Outros locais em que a empresa iniciará obras de expansão da rede nos próximos meses são Viamão, Alvorada, Campo Bom e Triunfo.

Em julho, a Sulgás ultrapassou a marca dos 60 mil clientes. O segmento que mais contribuiu para essa elevação foi o residencial, com 58.516 unidades consumidoras de gás natural. Além dos clientes residenciais, a Sulgás encerrou julho atendendo 167 indústrias, 1.308 consumidores comerciais, 90 postos de gás natural veicular (GNV), 30 clientes do segmento que reúne a cogeração, climatização e a geração, e dois consumidores de cogeração inseridos no Programa Prioritário de Termoeletricidade. A previsão até o fim do ano é atender mais de 63 mil clientes. A Sulgás vem ainda constatando o aumento de consumo de gás natural no segmento residencial, em razão das pessoas estarem mais em casa, por causa da pandemia, e também como reflexo da ampliação do atendimento a esse segmento.

Nos últimos dois anos, o número de residências abastecidas com o insumo aumentou 27% e o volume consumido por esse setor, 31%. Em Porto Alegre, a rede já está presente em 56 bairros e, este ano, está avançando para o bairro Restinga. Além da capital, a companhia já atende ao mercado residencial em Canoas, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Gravataí e ainda este ano chegará a Alvorada e Eldorado do Sul .

Fonte: Jornal do Comércio Online (RS)

Related Posts