Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Produção de óleo e gás da Petrobras tem estabilidade no 2º trimestre

A Petrobras registrou, no segundo trimestre, um crescimento de 1,1% na produção de óleo e gás, na comparação com o primeiro trimestre, para uma média de 2,796 milhões de barris diários de óleo equivalente (BOE/dia). Na comparação anual, houve uma ligeira retração, de 0,2%. A estatal atribuiu o aumento da produção, em relação ao primeiro trimestre, à curva de crescimento (ramp-up) das plataformas P-68 (que opera nos campos de Berbigão e Sururu, no pré-sal da Bacia de Santos) e P-70 (campo de Atapu, também no pré-sal da Bacia de Santos). Ao todo, a produção no pré-sal totalizou 1,96 milhão de BOE/dia, no segundo trimestre, o que representa 70% da produção total da Petrobras – um ponto percentual acima da participação do primeiro trimestre e quatro pontos percentuais acima do segundo trimestre de 2020. Do volume total, a Petrobras produziu 2,226 milhões de barris/dia de petróleo, alta de 1,4% em relação ao trimestre anterior. Na comparação anual, a queda foi de 0,8%.

No pré-sal, a produção cresceu 3,4% em relação ao primeiro trimestre deste ano e 6,1% ante o segundo trimestre de 2020, para 1,620 milhão de barris/dia.  Nos outros ambientes, a trajetória é de queda: no pós-sal, em águas profundas e ultraprofundas, foram extraídos 506 mil barris/dia – uma redução de 2,9% ante o primeiro trimestre e de 11,7% na comparação anual. Já em terra e águas rasas, a produção foi de 99 mil barris/dia, 9,2% a menos do que o produzido nos três primeiros meses do ano e 31,3% a menos do que o apurado no segundo trimestre de 2020.

 

Fonte: Valor Online

Related Posts