Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

Centro-Oeste: Competitividade do GNV é maior no Mato Grosso do Sul

Goiás — A economia do GNV em relação aos combustíveis líquidos é de 32% em Goiás. Isso acontece porque o custo do GNV é de R$ 0,24 por quilômetro rodado, enquanto a distância pode ser percorrida com R$ 0,35 com gasolina ou etanol. Em Goiás, conforme dados levantados pela ANP na primeira semana de junho, um metro cúbico de GNV sai por R$ 3,15, enquanto o litro de gasolina custa R$ 3,77 e o de etanol, R$ 2,63.

Mato Grosso — A economia do GNV varia de 43% (ante gasolina) e 41% (ante etanol). Para rodar 100 km com GNV é preciso desembolsar R$ 20, enquanto a mesma distância pode ser percorrida com R$ 34 (gasolina) ou R$ 33 (etanol). O metro cúbico de GNV sai, em média, por R$ 2,60, enquanto o custo do litro de gasolina é de R$ 3,67 e de etanol, R$ 2,49. Os preços foram apurados pela ANP na primeira semana de junho.

Mato Grosso do Sul —  No Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul é a unidade da federação em que o GNV é mais competitivo: 45% frente à gasolina e 51% frente ao etanol`. Isso porque o metro cúbico de GNV custa, em média, R$ 2,36 nesse estado enquanto o litro da gasolina sai por R$ 3,51 e o de etanol, R$ 2,72 — preços conforme apuração da ANP na primeira semana de junho. Para rodar 100 km, o investimento é de R$ 18 (GNV), R$ 33 (gasolina) e R$ 36 (etanol).

*Para realizar a análise, a Abegás utiliza como referência o veículo Fiat Siena, que já contempla em seu manual de fábrica o consumo com os três combustíveis e percorre 13,2 km por metro cúbico de GNV, 10,7 km com gasolina e 7,5 km com o etanol.

 

Fonte: Comunicação ABEGÁS

Related Posts