Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3970-1001/3970-1008

Boletim Mensal de Acompanhamento da Indústria de Gás Natural

O Ministério de Minas e Energia publicou a edição nº 139/setembro 2018, do Boletim Mensal de Acompanhamento da Indústria do Gás Natural.

A publicação apresenta o balanço do gás natural no Brasil, na Argentina, na Bolívia, no Chile e no Uruguai, além de dados nacionais – reservas, produção, destinação do gás, importações e oferta interna, consumo, preços, competitividade e infraestrutura de transporte -, entre outras informações.

Destaques do mês de setembro/2018
(Análise comparativa em relação ao mês anterior)

 Demanda: A demanda total passou de 86,6 para 92,5 milhões de m³/dia, influenciada pelo maior consumo do segmento termelétrico.

 Oferta nacional: Oferta nacional aumentou 47,8 para 52,1 milhões de m³/dia, sendo esse incremento relacionado à maior produção nacional, principalmente de gás não associado.

 Produção nacional: A produção nacional retomou patamar acima de 110 milhões de m³/dia, após a queda para 106,4 milhões de m³/dia verificada no mês anterior. O campo de Mexilhão (gás não associado) foi o que mais contribuiu para o aumento da produção.

 Reinjeção de gás natural: A reinjeção se aproximou de 40 milhões de m³/dia.

 Queima de gás natural: A queima permanece em patamar inferior a 3% em relação à produção.

 Oferta de gás importado: Com o expressivo aumento da demanda total, oferta importada foi expandida de 44,6 para 47,6 milhões de m³/dia. Novamente a importação de gás boliviano ficou estável em 24 milhões de m³/dia, já a regaseificação de GNL passou de 20,5 para 23,2 milhões de m³/dia.

Fonte: MME

Notícias relacionadas

Deixe uma resposta

Você deve ser logado postar um comentário.