Av. Alm. Barroso, 52 - sl 2002 - Centro- RJ
+55 21 3995-4325

MS: Governador autoriza projeto para ramais de gás natural em Sidrolândia e Ribas do Rio Pardo

O governador Reinaldo Azambuja autorizou a contratação de projetos básicos e executivos para expandir o fornecimento de gás natural por dois novos ramais.

O Ramal Ribas do Rio Pardo irá abastecer a nova fábrica de celulose, com suprimento de 250 mil m³ de gás por dia, na primeira fase do projeto, e previsão de dobrar o volume em cinco anos. O investimento total é estimado em R$ 51 milhões.

E com investimento previsto de R$ 50 milhões, o Ramal Sul vai levar o combustível até Sidrolândia. A intenção é posteriormente estender esse ramal para Maracaju, Dourados e Rio Brilhante.

O ramal até Sidrolândia terá 45 quilômetros. A captação de clientes industriais e comerciais está prevista para o período 2023-2024. Já o Ramal Ribas do Rio Pardo terá 42 quilômetros e o início do fornecimento de gás natural está previsto para o 2º semestre de 2023.

O governador Reinaldo Azambuja explicou que a ampliação dos ramais faz parte de uma estratégia de buscar mais clientes para que a estatal continue sendo lucrativa, valorizando o dinheiro do contribuinte, além de incentivar o consumo de combustíveis limpos.

“A empresa do Estado tem que dar resultado. Quando a gente fala que deu lucro é porque deu resultado. O Brasil tem uma enormidade de empresas estatais e quase todas dão prejuízo. Quem paga a conta somos nós brasileiros. Diferente da MSGÁS que teve uma visão, após o início do nosso governo, de que ela precisa vender gás. Tínhamos 2 mil clientes, passamos para 10 mil”, disse.

“Quando a gente prospecta lançar dois editais de novos ramais de gasoduto é justamente para ampliar a venda, buscar mais clientes, mais consumidores de gás para potencializar aquilo que é função da empresa: vender gás. Quanto mais gás a gente vender, melhor será o resultado”, prosseguiu o governador. Ele também lembrou que a importação do gás natural boliviano é responsável por 16% da principal fonte receita de Mato Grosso do Sul, o ICMS.

Já o diretor-presidente da MSGÁS, Rudel Trindade Junior, revelou que a estatal irá fechar o ano com lucro recorde. Desde 2015, a distribuidora de gás natural vem aprimorando os mecanismos de gestão, otimizando compras, reduzindo gastos e trabalhando para obter lucros e dividendos que são usados pelo Governo do Estado para obras prioritárias para melhorar a vida das pessoas.

“Estamos fechando o ano com muito sucesso. Este evento coroa todo um trabalho da MSGÁS. O governador Reinaldo Azambuja é muito exigente e esses projetos são fundamentais para a nossa sobrevivência, para o nosso futuro. São dois ramais extremamente importantes”, disse Rudel.

Os prefeitos de Ribas do Rio Pardo e de Sidrolândia, respectivamente, Paulo Tucura e Marcelo Ascoli, destacaram a relevância dos novos ramais. “Chegamos a um momento importante não apenas para Ribas, mas para Mato Grosso do Sul”, declarou Tucura. “Para nós será importante ter mais uma matriz energética, uma energia limpa”, acrescentou Ascoli.

O evento contou ainda com as presenças dos secretários Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar); deputado Gerson Claro; e do diretor-presidente da Funtrab, Enelvo Felini, entre outras autoridades.

 

Fonte: Enfoque MS

Related Posts