Av. Ataulfo de Paiva, 245 - 6º andar - Salas 601 a 605 – Leblon/RJ – CEP: 22440-032
+55 21 3995-4325

Gazprom retoma fornecimento de gás para a Alemanha

A Gazprom, empresa estatal de gás russo, retomou o fornecimento de gás natural para a Alemanha nesta quinta (21). O gasoduto estava desligado desde 11 de julho para manutenção programada. Países europeus temiam que não fosse reativado em retaliação ao apoio da UE (União Europeia) à Ucrânia e às sanções impostas por eles à Rússia.

Segundo a operadora alemã Gascade, o Nord Stream 1 voltou a funcionar às 6h no horário local (1h em Brasília). Um porta-voz disse a jornalistas que o fluxo está reduzido em cerca de um terço da capacidade.

O Nord Stream 1 é um dos principais canais que levam energia para a Europa. Só para a Alemanha, transporta 55 bilhões de metros cúbicos (bcm) de gás natural por ano, sendo o responsável por 55% do abastecimento do país.

A retomada no fornecimento afasta, pelo menos por enquanto, o “pesadelo” referido por autoridades que seria a falta de energia na maior economia da Europa.

Os países europeus, no entanto, seguem se preparando para um possível corte. Nos últimos meses, a Gazprom reduziu significativamente o fornecimento, além de ter acionado um dispositivo de “força maior” para se abster de parte dos seus compromissos contratuais. Na quarta (20), a Comissão Europeia pediu que os países do bloco reduzam o uso de gás em 15% de 1º de agosto deste ano a 31 de até março de 2023.

“A Rússia está nos chantageando. A Rússia está usando a energia como arma”, disse Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, a jornalistas. “A Europa precisa estar pronta” para corte parcial ou total do fornecimento russo, acrescentou. O objetivo da UE com a redução no consumo é assegurar que as instalações de armazenamento de gás estejam 80% cheias até 1º de novembro, período em que as temperaturas começam a baixar no continente. Segundo von der Leyen, o nível atual é de 64%.

Fonte: Poder 360

Related Posts